REI DE AMARELO

»EDITORIAL«

Aproveitando da temática dessa série de contos que juntos formam a obra O Rei de Amarelo, utilizamos uma linguagem gráfica que em conjunto com o texto aproxima o leitor da figura mitológica do Rei, de forma sutil e grotesca.
Cada conto é apresentado de forma individual para que o leitor tenha autonomia ao interagir com a publicação. A ilustração das capas constrói a figura do rei entre uma mistura de texturas e movimentos de seu manto em retalhos, que juntas mostram a ordem de escrita do autor.
Favorecendo a composição tipográfica, desenhamos um conjunto de maiúsculas para serem utilizadas nas aberturas de cada capitulo. Batizada como Azatoth (nome em homenagem a uma das criaturas mitológicas de H.P Lovecraft, um dos escritos influenciados por Chambers). Construída com peças modulares, permitindo que com a decomposição das letras pequenas ilustrações fossem criadas para acompanhar o texto.

“Não zombemos
dos loucos; sua
insanidade dura
mais tempo que a
nossa... Eis aí toda
a diferença”

G